Domingo, 13 de Março de 2011

DES (ENCONTROS)...

 

 

O dia estava quente, sufocante até. Ele estava nervoso. As horas passavam e ela não aparecia. As beatas amontoavam-se a seus pés. Tinha que controlar aquela ansiedade, não podia deixar-se levar pelo desânimo. Afinal ainda tinha esperança. Aquele telefonema não fora em vão, despertara nele emoções jamais esquecidas. A voz dela, não a esquecera, aquele sorriso estava guardado, as pausas eram sinais e a respiração tão próxima que lhe sentia o cheiro. Estava demasiado absorto nos pensamentos. Sentiu alguém a observá-lo.

 

Virou-se, a desilusão espelhou-se em seu rosto. Ainda teria que esperar. O dia mal tinha começado, mas a angústia não o abandonava. Resolveu dar tempo ao tempo. Deu uma risada. Tempo era coisa que não lhe faltava. Desde aquele dia, sim, estava tão presente. Como podia ter passado tanto tempo. Dias, meses, anos. Como ela estaria. Lembrava-se de todas as suas expressões. Mas a sua preferida, era quando a sentia nervosa, adivinhava todos os seus gestos, e sabia como a tranquilizar. Ela olhava nos olhos dele e ambos se perdiam no tempo. Ela, sim fazia-lhe muita falta.

 

Tinha estado adormecido, acordou e o sentimento estava ali, preso, no mesmo sítio, tão forte como antes. No entanto tinha medo. Não queria voltar a adormecer, mas também não queria apenas sonhar. Queria-a tanto. O telefonema voltava-lhe à memória. Pensava nele e conseguia lembrar-se de cada palavra. A maneira como ela lhe tinha falado. Tão serena, tão carinhosa, mas também tão cautelosa. Teria medo. Talvez pensasse o mesmo que ele. Talvez sentisse o mesmo que ele. Talvez...talvez...não, não...queria fazer suposições. Queria certezas. Então decidiu esperar...iria esperar ...SIM ERA ISSO MESMO, TINHA QUE ESPERAR....

 


"TCHARAMM"

Como achas que vai acabar essa história?

 

 

 

 


1. Ela vai aparecer e vão ser felizes para sempre.

2. Ele está apenas a ver um filme de amor e a comer pipocas.

3. Ele esperou, esperou, e ela jamais voltou. 

4. Ela teve um acidente, bateu com a cabeça e perdeu a memória.

 

5. Ele acordou, olhou para ela, beijou-a, voltou a adormecer sorrindo. 

 

 

  

OK, tens outro final... INSPIRA-TE... 

 

 

 

 


publicado por nuvemdoce às 01:03
link do post | comentar | ver comentários (40) | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 12 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Quantas vezes

Já me perguntaram

Quantas vezes

Já me indagaram

Quem é você…

Como você é…

De onde vem

Pra onde vai…

Quantas perguntas

Quantos julgamentos

Quantos enganos

Quantos…

Tudo é tão simples

Sou assim…

Nasci e cresci

Num lar com muito amor

Com muito calor…

Sou amor, sou paixão…

Sou amiga, sou mulher…

Sou esposa, sou mãe.

Sou carinho, sou ternura…

Sou encanto, sou magia…

Sou o que sempre fui

Seja aqui seja lá

Seja onde for…

Você saberá onde me achar

Você saberá

Quando eu chegar.

Será emoção

Será ternura

Será magia

Será encanto.

Quem sabe…

Um dia você…

Descubra quem sou…

De onde vim

Pra onde vou…

Entre linhas

Entre versos

Entre um antes

Entre um depois…

.posts recentes

. DES (ENCONTROS)...

.posts recentes

. DES (ENCONTROS)...

.Quem está aí?

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Muito proveitoso, adoramos!obrigado por compartilh...
Parabéns pelo post, equipe brigadeiro porto alegre...
excelente post!
Sempre coerente Teté. Bjs

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds